"A simplicidade é o último degrau da sabedoria." Gibran



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Banheiros para deficientes ou pessoas idosas

Maridão está por se aposentar e queremos ter a nossa própria casa - aliás, já estamos procurando.
Mas queremos uma casa pro resto da vida e que seja capaz de nos atender bem, atééé que Deus permita que fiquemos por aqui.


       
Mas e se acontecer um problema com qualquer um de nós dois, que exija uma cadeira de rodas, bengala ou alguma outra coisa? Sim, porque estou saudável hoje, amanhã pode não ser assim. E vamos combinar que com a idade, o corpo da gente vai perdendo elasticidade, os ossos irão se fragilizar e a saúde idem.
Tá, tomara que não, que eu e ele sejamos daqueles velhinhos super saudáveis, que caminham todo o santo dia e não pegam nem resfriado...
Pois é...mas o problema é que a gente só pensa nas limitações, quando elas acontecem, não é?
         E tenho pensado muito, muito nisso...

                        
 E os perigos existentes dentro ( e fora) de uma casa, são inúmeros!

                             
Raramente vejo uma casa feita preventivamente para abrigar pessoas com limitações, como um banheiro com cadeira e alças de apoio.



Procurando imagens para ilustrar este post, achei este site, contendo medidas, tamanhos, opções de equipamentos para um banheiro seguro.
Hoje eu procuro ter uma casa segura para os meus filhos. Mas eles irão crescer e viver suas vidas ( snif!) e eu e o maridão precisaremos de uma casa segura para nós, também.
Ninguém quer envelhecer, mas acho que morrer é pior, não é? rssss

11 comentários:

Marilac disse...

Adorei este post, estou querendo reformar os banheiros da nossa casa, pois meus pais já tem 70 anos e mamae tem problema de coluna e se movimenta com dificuldade as vezes.
Obrigada por partilhar estas informações tão importantes.

bjs
Marilac

Rita de Cassia disse...

Pra te ser muuito sincera, a possibilidade de morrer, pra mim é uma constante. Já pensei que sou meio esquisita. Minha mãe dizia muito isso. Então, levo a vida assim, ainda não fiquei muuuito neurótica. Meu nível de neurose é aceitável e de fácil convívio, mas beijo muito minhas filhas, digo muito o quanto amo e sou agradecida por elas estarem comigo. Sempre demonstro o que sinto, pelo menos quando estou satisfeita, quando não estou omito, nem sempre os outros precisam saber exatamente o que sinto.Presenteio quem eu gosto, escuto, dou muitas risadas e rezo. Como bem e tento aproveitar com cautela, mas que penso na morte penso, mas prefiro e muito envelhecer do que morrer. Por isso sou cautelosa.
bj bj bj

Saron disse...

Oi Talma, caraca tu já esta planejando algo pra um futuro tão distante.Assim vou pensar q tu já esta com cinquentinha(rsrsrr), ou que vc é uma mulher muito prevenida.Mas foi bom esse post e a dica.Sinceramente, é o primeiro blog que vejo falando dessas coisas.Bjos

AROMA INGÁ - Dani Grossi disse...

rsrsrs.... É verdade temos que pensar no nosso futuro, mas é meio difícil quando temos crianças ainda né?!
Adorei o post!
Bjinhussssss

calma que estou com pressa disse...

oi Talma! mas já vai se aposentar! que maravilha! o meu tá contando os anos ,os meses , os dias , as horas, os minutos, os segundos rsrs este ano vamos tentar sair de Minas e ir para perto do mar - útimo ano que ele pode pedir transferência então tô torcendo - pena que aí na tua terra não tenha aeronáutica senao já eu iria querer ir aí! mas aonde voces vão morar? nos nossos pampas? eu concordo contigo em pensar já na idade que chega- já pensou em construir uma casa dos teus sonhos e de repente ficar inabitavel - foi o que aconteceu com os meus pais tiveram que construir uma casa nova depois de velhinhos pois a casa"que eu amava" ficou muito grande ,muitos degraus.... por isto que eu falo que não quero sobrado quero uma casa terrea e não enorme ! e o banheiro é aonde acontecem mais acidentes com idosos-
e filhos pegam asas mesmo - o meu já fez 18 anos e prá mim é o meu menino!não tem jeito
ai falei demais
bjs

gamela presentes disse...

Oi Talma, querida.
Você está certíssima, temos sim que pensar na velhice.
Adorei as dicas.
Resolveu sobre a cômoda?
Vai lá ver a mudança que fiz em uma.
Beijinhos.
Fátima.

Ana B disse...

Talma, vc é mesmo minha irmã 'gêmula! Tô organizando material para um post sobre esta casa que a gente deveria fazer sobre a nossa futura segurança de velhinhos....tá quase pronto e vem vc... rsrsrss transmimento de pensação

Depois o post abaixo... sou assim acho que deveria ter umas cinco casas de estilos diferentes para abrigar meus cinco ou 25 eus... dependendo da hora e do dia. Olho aquele pessoal do shabbychic e acho lindo, mas parece que não me encaixo, olho o minimalismo e quero, mas parece que tá faltando algo, olho o cara de fazenda e parece que é lá que quero ficar, mas depois vêm algumas peças de design para inquietarem meu ser no mundo... difícil me entender, irmã de cuca e gosto... difícil. beijo e fica com Deus.

Adriana Figueiredo disse...

oi Talma, achei bem legal esse seu post,Me fez pensar nos meus sogros e pais que já estão idosos, Valeu!!!
Bom fim de semana pra vc. bj/ Adri

Santinha disse...

Talma
Quando vi seu post lembrei imediatamente do trabalho de final de curso (arquitetura de interiores) que peguei como desafio adaptar uma casa inteirinha para um dos moradores que era deficiente fisíco. Além dos problemas de segurança, tinha que pensar nas aberturas de portas, altura dos armários, desniveis...foi um trabalho e tanto viu!

Quanto ao post sobre casa de pet, concordo inteiramente com você e vou mais longe ainda; acho que TODAS as empresas deveriam ser responsáveis com o destino final das suas embalagens; se vão reciclar, desintegrá-las ou não deveria ser responsabilidade delas, afinal já esta embutido em todos os preços os custos da embalagem, que aliás, são mais caras do que o produto em si.

Desejo que tenha um bom carnaval.
Saudades dos nossos papos viu!
bjk

inspirações da Jô disse...

Pois é mesmo!!!!Planejamento é fundamental!!!!!!
Beijos e um ótimo início de semana em ritmo de carnaval!!!!!!!!!!!!!

Luablue disse...

Oi Talma,esse é um conceito que tenho levado em conta no projeto da minha futura casa-para-o-resto-da-vida:). Sempre penso, aqui tem que ter espaço para o movimento de uma cadeira de rodas.
O futuro a Deus pertence, mas a nós cabe prevenir:)


Beijos

 
Related Posts with Thumbnails