"A simplicidade é o último degrau da sabedoria." Gibran



quinta-feira, 18 de março de 2010

Menos é mais

Pois é...minimalismo novamente.
Neste link tem dicas de como transformar sua casa.
Para quem habla español, este link disseca bem o estilo.
E este link tem dicas legais, sob a ótica da organização.


E como ainda estou fazendo um "declutter" geral aqui em casa, esse lema "Menos é Mais", muito me interessa.
Tá...tô longe ( e bota longe nisso) de ter uma casa minimalista, mas que esse estilo me encantou, me encantou!
Beijos a todos!!


UP: e aqui, uma postagem do Carlos, com a qual, hoje, eu concordo.

11 comentários:

Carmen ACHADOS DE DECORAÇÃO disse...

Acho maravilhoso, mas não na minha casa. Lindas as fotos. bjs

Larissa L. disse...

Sem dúvidas de que é lindo, Talma! Meu último post tem +- a ver com esse, passa lá se der!
Bj

Rita de Cassia disse...

Longe tô eu.... a idéia é boa, pra quem faz a limpeza também, mas quem tem mania de juntar(como euzinha), porque um dia vai precisar não vai conseguir nuuuuuuuuuunca ser minimalista e depois ... eu sei que menos é mais, por isso economizo bastaaaaaaante em outras coisas.
bj bj bj

Isabel Cristina disse...

Oi Talma, totalmente mergulhada na fase minimalista... olha, fiquei com o coração na mão quando vi que vc se desfez dos seus móveis rústicos. Pena eu morar tããããoo longe!! Pois amo móveis rústicos e aqueles móveis combinariam perfeitamente com a minha casa, o sofá então! Mas vc tem razão, se não tinha mais espaço (literalmente) na sua vida para eles, fez bem em passar pra frente! Espero que os novos donos valorizem e cuidem bem deles! Beijocas

Saron disse...

Oi Talma, o estilo minimalista tem lá um toque de sofisticação, sem dizer das vantagens,"pouco moveis ,pouco pó para limpar".Mas é um estilo tão neutro.Eu ainda estou naquela das cores...
Bjos

Ana B disse...

Pois é, amigona, este estilo é lindo, mas fico olhando e percebo que os acabamentos e a arquitetura normalmente são excelentes, os móveis de design e sofisticados, ou seja, longe, longe da minha realidade.... o céu parece mais perto....com fé em Deus.
Beijão
AH? Fez o docinho de pão? Eu tô numa fase ração humana e extermínio de calorias, porque o IMC tá dando obesidade - isso é mais infernal do que impossíveis casas minimalistas. Concorda?
Mais beijos

Santinha disse...

Amiga
Esses ambientes estão de matar de inveja - Estou seguindo o seu rastro...Toda vez que mexo em alguma coisas na casa, fico lembrando dessa palavra MINIMALISTA dos seus posts...Será que é virus?
bjk

xanó disse...

Oi amiga


gostei muito deste tema , obrigada pelas ideias.
beijocas da Xanó

Cris Ventura disse...

Oi Talma! Adorei o post, estamos em sintonia...Ando pela casa querendo me livrar dos excessos, ontem mesmo fiz uma limpa ;-) Menos é mais mesmo! Beijo!

Andrea Guim disse...

Oi, Talma!! Feliz dia do blogueiro!!!

Amanhã o Blog'Arte vai fazer sua primeira PROMÔ!!!
Não deixa de passar por lá e participar!!!

Beijins,
Andrea Guim

Laély disse...

Oi, Talma!
Perdão por não ter lhe respondido antes, mas só agora fui ver seu comentário. Obrigada por participar.
Bem, eu continuo a dizer que apesar de achar elegante, não é o tipo de casa que me encanta pra ter vontade de ficar olhando cada cantinho e descobrindo cada novo detalhe, que porventura possa ter passado despercebido. Senti isso, quando visitei a casa da Ana.
Entendo que a Casa Cor é um evento importante para os profissionais da área, até para que tenham contato com novos materiais e novas técnicas. Uma questão de mercado e de atualização.
A Vivianne mostrou esta semana uma casa dinamarquesa e falou de design escandinavo. Há uma característica marcante nos objetos deles: têm linhas limpas, arrojadas, mas eles sabem como ninguém mesclar as cores, sempre dando um toque muito particular à decoração.
O que gosto é de ver objetos de design, como essas poltronas do seu post, porém misturados a outros, mais pessoais, de algum valor sentimental. É isso que pra mim, dá vida a uma casa.
Acho que cada um deve procurar encontrar aquilo que se casa mais com o seu estilo de vida. Cada um tem as suas referências, na hora de escolher um objeto de decoração. É como escolher roupa: há modelos maravilhosos, nos outros, mas que não combinam com o seu jeito, então, não vale investir, porque ficará no fundo do armário, sem uso.
Um abraço!

 
Related Posts with Thumbnails